ERROS que você JAMAIS pode cometer ao fazer uma viagem de avião

0
163
ERROS que você JAMAIS deve cometer em uma viagem

Você já comprou sua passagem pela internet? Precisa perder esse medo. Então, vamos ajudar você a não cometer pequenos erros — por distração ou falta de conhecimento sobre os termos das viagens.


Veja agora os 3 erros mais comuns para você nunca mais entrar numa furada:

Conexões desvinculadas

Conexões desvinculadas

Esse é um dos erros mais comuns. M-m-mas, o que é isso? Vamos supor que o voo mais barato que encontrou foi pela conexão Brasil-Espanha. Só que o último destino da sua viagem é Suíça.

 

Sua viagem está PRÓXIMA

RECEBA NOSSAS PROMOÇÕES
Deixe seu e-mail para receber PROMOÇÕES e NOVIDADES! 95%

A viagem pode até ser um tanto simplificada, Brasil-Espanha-Brasil, só que você vai ter que voltar da Suíça a Espanha para pegar o vôo de volta. E sim, vai te que pagar por esse voo. Afinal, ele não está vinculado e você não sabe disso. Geralmente, as duas cias. aéreas não se responsabilizam por essas conexões.

 

Então, se você perder o vôo (da Suíça para a Espanha) ou atrasar e você perder o segundo vôo (da Espanha para o Brasil), absolutamente ninguém vai se responsabilizar pela sua hospedagem e nem por outro vôo. Caso seu trecho seja ‘avulso’ é por cia. low-cost. Jamais faça isso. Você pode perder uma bela grana ou ficar preso por lá. 

 

Se você já foi a Cusco, pode ter acontecido isso. E só emitida a passagem Brasil-Lima-Brasil. Os trechos Lima-Cusco-Lima devem ser comprados a parte. Por vezes, você vai até determinado local e pensa que é fácil chegar até a cidade escolhida, dentro de um país. Não é bem assim. Ainda mais se o aeroporto sofrer alterações frequentes. 

 

Por exemplo, se o aeroporto de Cusco fecha, você vai ter que se dividir entre os que têm conexão vinculada e os que estão com passagem a Lima avulsa, se perderem o voo, vão ter que pagar tudo de novo e com direito a multa.

Como evitar essa situação?

As passagens com múltiplos destinos e várias cidades são uma boa. 

Para rentabilizar a sua tarifa paga, essa modalidade é oferecida por várias agências online e pelas companhias.

 

Inclusive, você vai e volta no seu último destino, no mesmo bilhete.

 

Por exemplo:

 

  • Trecho 1: Brasil-Espanha

  • Trecho 2: Espanha-Brasil

Ou:

  • Trecho 1: Brasil-Lima

  • Trecho 2: Lima-Cusco

  • Trecho 3: Cusco-Brasil

 

Isso vai fazer com que você tenha uma conexão garantida pelas cias. aéreas envolvidas, porque a sua reserva é a mesma nos dois vôos. Caso seu vôo atrase, a eles vão ter que acomodar você em outro vôo e até arcar com custos de alimentação e hospedagem.

 

Portanto, se você pensa que isso vai custar mais caro, está realmente enganado. Na verdade, pode sair o mesmo preço. Você precisa no mínimo simular. Mas se você preferir fazer do modo corriqueiro e comprar sua passagem a parte, então durma uma noite na véspera no lugar onde você vai pegar o vôo de volta. Conexão desvinculada, não!

Evite trocar de aeroporto

Evite trocar de aeroporto

Esse é um dos erros que a gente comete por pura economia. Às vezes, o barato sai caro. Isso porque o sistema achou um itinerário mais barato com uma conexão que sai por outro aeroporto. Desatenção ou não, não dá para perceber que mudou o aeroporto na cidade da conexão.

 

Muito comum em Buenos Aires, Nova York e Londres, mas também é muito corriqueiro em São Paulo. Algumas companhias tem chegada no aeroporto central de Congonhas, sendo que continuam saindo do aeroporto internacional de Guarulhos, a uma hora e meia, sem trânsito de viagem.

A responsabilidade é toda sua. Na conexão com troca de aeroporto é um tanto complicado. Isto é, check-in, bagagem e etc. A pior coisa numa viagem é a ida para o aeroporto e na hora de ir para o outro aeroporto, você tem problemas no meio da sua viagem!

Como evitar esse erro?

Faça pesquisas ou opte por passar a noite no local perto da sua conexão. 

O que você não deve é aceitar itinerário com troca de aeroporto. Confira todo o percurso e a concorrência disponível. Com certeza você pode passar um perrengue ou sufoco se não souber o chão em que pisa. 

 

Se não tiver outro jeito, tenha essa dica pra si: sempre prefira passar uma noite na cidade da conexão.

Voar de manhã? Maiores chances de perder a sua viagem!

Viajar de manhã pode ser um mal negócio

Aposto que você pensa em viajar muito muito cedo. Afinal, quer aproveitar cada minuto da viagem. Para que ficar na cama quando se você já pode estar na sala de embarque?

 

Se o intuito era ganhar o dia, já perdeu o valor da sua intenção. Você mal dorme para acordar às 3 ou 4 da manhã. Chamar um UBER?

 

Exatamente, não dá para ir sem ser de táxi ou de Uber. Toda aquela sua economia maluca está indo embora agora. Fora seu cansaço e esforço físico de passar esse stress todo. Inclusive, o fuso horário. É um fator importante na hora de viajar. Aposto que você nem parou para pensar nisso. 

 

 

Quem viaja sempre tem diversos macetes muito importantes que você desconhece. Vamos supor que você viaje para um lugar que é 7 horas de diferente. Seu relógio biológico vai mudar e você vai sofrer isso. Acordar às 3 da manhã no horário local significa acordar às 10 da noite no seu relógio biológico. 

E se não der para evitar essa situação?

Dormir próximo ao local do seu voo é a melhor opção. Todo aeroporto tem diversos hotéis – com diversas estrelas. E olha que pratico: todos costumam oferecer transporte de/para o aeroporto para seus hóspedes.

Para você não perder nada do seu dia, faça o seguinte:

 

  • Faça check-out antecipadamente

  • Deixe suas malas no hotel

  • Curta o seu dia

  • Jante mais cedo – 18h30/19h

  • Retire sua bagagem e vá até o aeroporto

  • Chegue em seu hotel e faça check-in, confira os horários de transporte durante a madrugada de volta para o aeroporto e se programe da mesma forma

 

Garanto que o voo da madrugada vai ficar bem menos sacrificado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here